Menu

Novas informações incríveis sobre Final fantasy XV

A revista Game Informer revelou a capa de sua próxima edição, que tem uma matéria bastante extensa a respeito de Final Fantasy XV. Eles irão, ao longo de abril, revelar diversas novidades pois jogaram várias horas do primeiro capítulo do game e tiveram acesso sem precedentes aos escritórios da Square Enix, em Tóquio.

final-fantasy-xv

Os usuários Kagari e Obliterator da NeoGAF fizeram um belo resumo do artigo da revista, o qual você pode ler abaixo. Pode ficar tranquilo, pois não inclui os spoilers da história.

Novidades de Final Fantasy XV

 

  • Em alguns diálogos, o jogador terá múltiplas escolhas, similar ao que acontecia em FFs anteriores.
  • É possível criar novas magias no jogo.
  • Haverá um sistema de evolução onde você poderá gastar pontos de habilidade em armas, Noctis, o grupo, bônus, etc.
  • Há uma versão instrumental da música Heart of Gold, de Neil Young, no jogo.
  • Existem quatro tipos de missões:
    • As feitas por diversão (minigames de pesca, corrida de chocobo, etc).
    • As da história principal.
    • As de caça aos monstros.
    • As regionais.(sides)
  • Já existem mais de 200 missões e estão trabalhando em mais.
  • Hajime Tabata, diretor do jogo: “Nós não temos intenção de criar sequências a partir disso”.
  • Tipos de arma incluem: espadas, adagas, lanças, armas de fogo, escudos, armas reais, magias, e algo chamado “máquinas” que não foram revelados ainda.
  • O porta-mala do Regalia serve como um local para o grupo armazenar coisas.
  • Cada personagem do grupo tem seu próprio “talento especial” que melhora com o uso. Exemplo: Prompto pedirá ao grupo para fazer paradas com o carro, onde todos saem, ele vai até um lugar e começa a tirar fotos. Você pode então compartilhar as fotos nas mídias sociais. Quanto mais você fizer isso, melhores as fotos serão. Esses recursos estão no jogo para o desenvolvimento dos personagens e terão consequências reais no jogo. Prompto cuida da fotografia, Noctis da pescaria, Ignis é o cozinheiro e Gladiolus possui instintos de sobrevivência.
  • Ao chamar um Summon, eles nem sempre irão fazer a mesma coisa. Tratam-se de entidades que existem no mundo em si. Então dependendo da situação eles irão fazer coisas diferentes. O Titã pode por exemplo correr e dar um golpe no inimigo ou arremessar rochas nele. Ele pode até mesmo desistir e deixar a batalha. Eles também irão atuar diferentemente em uma dungeon em comparação com o que fazem em lugares abertos. A equipe está focando imensamente para que os Summons sejam emocionantes e que um evento grandioso ocorra quando eles aparecem, não apenas um monstro aleatório que surgindo de repente. Eles querem passar uma sensação de temor com eles.
  • Uma das fotos tem Ignis com uma lança.
  • Game Informer afirmou que Final Fantasy XV não é como Witcher 3 ou Dragon Age: Inquisition no que diz respeito às tarefas que você tem de fazer. Disseram que isso não é necessariamente ruim pois você não fica distraído por tarefas insignificantes ou desinteressantes, e que isso inspira uma sensação similar ao dos FF lançados antes do PS2 onde haviam grandes mapas do mundo que faziam o cenário parecer autêntico e enorme, mesmo que você não encontre uma missão a cada passo.
  • Você pode melhorar e criar as armas com materiais coletados.
  • Kingsglaive existe desde 2013.
  • Tabata vê a série Final Fantasy representada por três ideias principais: desafiar o estado atual das coisas, prover uma experiência excepcional e usar tecnologia de ponta.
  • Ele acredita que Final Fantasy VII foi o último da série a utilizar esses três pontos. Outros usaram talvez uma ou duas dessas ideias mas nunca as três. A expectativa dos fãs (pelo menos para ele) é que FF como série deveria usar estas qualidades.
  • Como resultado, Final Fantasy XV virá para fazer isso. Uma chance de trazer fãs de outrora de volta, e também trazer fãs novos.

 

Final Fantasy XV chega no dia 30 de setembro para PS4 e Xbox One.

Live Gaming

Facebook Gaming Game Vision