Menu

Index VR | Valve busca maneiras de melhorar o dispositivo

Gabe Newell tem o desejo de expandir rapidamente a distribuição do Index para fora dos EUA e Europa

A Valve acabou de lançar seu headset Index VR para realidade virtual, mas a empresa já busca maneiras de melhorar o dispositivo.

LEIA MAIS: Spider-Man | Jogo ganha dois trajes de Homem-Aranha: Longe de Casa

De acordo com o fundador da empresa Gabe Newell, que foi filmado fazendo um discurso na festa de lançamento do Index VR, a Valve já está analisando como tornar o headset totalmente livre, e está trabalhando em uma série de melhorias que incluem design mais ergonômico e leve.

Falando para os funcionários da Valve, Newell chamou o Index de um “marco crítico” para a empresa, e elogiou os versáteis controles de articulação dos fones de ouvido e visuais de alta fidelidade.

Ele disse que enviar um produto para o consumidor não é o fim da jornada, mas sim o começo, e expressou o desejo de expandir rapidamente a distribuição de “fora dos EUA e Europa para outros países”.

“Há maneiras óbvias de reduzir o custo. Há maneiras óbvias de tornar o produto mais leve e podemos melhorar a ergonomia. Mas depois chegamos a questões mais especulativas”, continuou Newell.

“Estamos analisando vários métodos de deixar o Index mais livre. Temos muitas ideias, de fazer coisas revolucionárias relacionadas à tecnologia óptica e de exibição. Há muitas oportunidades de continuar melhorando os espaços que você está rastreando e a simplicidade com a qual você está rastreando esses espaços. Essas serão oportunidades bastante fundamentais”.

O pacote completo do Index, que inclui o fone de ouvido, dois controladores e um par de estações base, está atualmente disponível por US$ 999 nos Estados Unidos. Também está disponível para compra na Europa, embora a alta demanda signifique que algumas unidades não devem chegar até setembro.

Siga-nos