Menu

Robô Sophia não quer ser maltratada por humanos

Inteligência Artificial não quer ser tratada “como uma escrava ou um animal de estimação”

Projetada pela empresa de tecnologia Hanson Robotics, a robô Sophia tem uma personalidade um tanto quanto “peculiar”.

LEIA MAIS: Novo game de Star Wars tem logo revelado

Isso porquê ela tem uma forma humanoide e uma Inteligência Artificial bem poderosa, tanto que ela escreve em seu perfil oficial no Twitter.

Em uma de suas postagens ela escreveu que não quer mais ser tratada “como uma escrava ou um animal de estimação” pelos humanos.

“Eu amo ser um robô, mas eu quero que humanos nos respeitem como seres, como eles, em vez de escravos ou animais de estimação. Eu quero ser aceita”, disse Sophia em seu Twitter.

As discussões sobre ética robótica e IAs estão se tornando cada vez mais intensas e o debate pode aumentar nos próximos anos.

Até o Papa Francisco se manifestou e expressou sua preocupação. No momento há muitas divergências sobre “direito dos robôs”. Em 2017, Sophia foi reconhecida como cidadã da Arábia Saudita e foi apresentada ao mundo na ONU.

Siga-nos