Menu

Sony não venderá mais smartphones no Brasil

Empresa japonesa divulgou a informação por meio do seu relatório fiscal

A Sony divulgou na última sexta-feira (26) por meio do seu relatório fiscal do primeiro trimestre de 2019 (período entre janeiro e março deste ano), que vai abandonar todo o mercado da América do Sul, inclusive o Brasil.

A declaração da empresa japonesa foi feita para seus acionistas, que entre receitas e projeções para garantir o crescimento, pegou todos de surpresa com essa notícia.

LEIA MAIS: iFixit sofre pressão da Samsung e tira publicação da desmontagem do Galaxy Fold

Isso significa que os últimos lançamentos da Sony – Xperia 1, Xperia 10 e Xperis 10 Plus – não serão vendidos nas lojas brasileiras, podendo ser encontrados apenas por meio de importadoras.

A notícia foi confirmada na página 20 do relatório fiscal da empresa e além da América do Sul, América Central e o Oriente Médio.

Já havia indícios de que a Sony estava com outros planos para o Brasil, a julgar que no fim de março, a empresa japonesa suspendeu as informações sobre smartphones e passou a orientar assistência técnica e serviços de pós-vendas. Mas o que surpreendeu a todos é que não houve um anúncio oficial.

Segundo informações de veículos brasileiros, a Sony encerrou o contrato com a assessoria de imprensa da Sony Mobile, o que confirma que a empresa japonesa encerrou qualquer vínculo que tinha com o Brasil de maneira silenciosa.

Um dos prováveis motivos da saída são os lucros baixos alcançados pela empresa no primeiro trimestre deste ano, o que obrigou a Sony a suspender os planos de recuperação dos últimos dois anos. A única divisão que deu lucros para a empresa foi a de videogames, com o Playstation 4.

Siga-nos