Menu

Tapete de Dança com 9999 Músicas

Deixar claro que esse post vai ser um descarrego de frustrações que guardo desde os meus 8 anos de idade. Prepara porque baseado em história real tudo fica mais tenso, então lá vai:

Quando eu tinha essa idade aí, morava com meio mundo de gente da família na casa gigante da minha vó. As primeiras experiências com os jogos eletrônicos remetem sempre a essa casa, mas esse não é o ponto agora.

Eis que num dia como qualquer outro, minhas primas aparecem com um tapete de dança incrível de última geração (na época).

Minha cara de felicidade quando descubro a incrível malemolência do meu corpo de 8 anos num tapete de dança

Minha cara de felicidade quando descubro a incrível malemolência do meu corpo de 8 anos num tapete de dança

O tapete de dança era realmente bom e tinha umas 40 músicas, algumas bastantes conhecidas até.

Beleza, tudo certo e minha infância foi feliz e musicalmente satisfeita. Até que eu e minha família nos mudamos pra nossa própria casa.

Minha cara quando passo pelo primeiro término da vida e é com um tapete de dança

Minha cara quando passo pelo primeiro término da vida e é com um tapete de dança

Avançando no tempo até meus 15 anos de idade, nem lembro mais do meu antigo relacionamento com o tapete de dança. Vivo tranquilamente na minha cidade interiorana até que numa ida despreocupada a uma loja de 1,99 me deparo com aquela que pra mim foi a maior invenção do homem depois do papel higiênico…

Tapete de dança com 9999 músicas (imagem meramente ilustrativa)

Tapete de dança com 9999 músicas! (imagem meramente ilustrativa)

Aquela maravilha estava ali diante dos meus olhos! Uma versão melhorada do tapete das minhas primas que tinha apenas 40 músicas. Venci na vida! Nem pensei, levei pra casa já imaginando como seria minha vida dali pra frente. Tenho quase certeza que pensei em desistir da escola e viver da dança.

Infelizmente o universo tinha outros planos.

Era um desses tapetes que você liga diretamente na TV, mas até então a coisa toda estava bem tranquila. Minha irmã e minha mãe comigo, prontas pra testar aquele troço também. Nota que minha mãe estava quase tão empolgada quanto eu! Descobri naquele dia que ela também tinha saudade daquele antigo tapete de dança das minhas primas.

Quando ligamos o aparelho, quase podíamos sentir a tensão no ar. Tinha realmente 9999 músicas! Fui navegando entre a lista de músicas e fiquei impressionado com a quantidade de músicas famosas. A primeira que colocamos foi apenas para teste. Toxic da Britney Spears. Para a nossa surpresa, olha no vídeo a música que tocou:

Minha cara quando descubro que a Britney Spears virou uma banda pop da Moldávia e que Toxic na verdade é a versão original de Festa no Apê

Minha cara quando descubro que a Britney Spears virou uma banda pop da Moldávia e que Toxic na verdade é a versão original de Festa no Apê

“Tudo bem, a música anima legal, deve ter sido só um bug do jogo”. Pra nossa infelicidade, eu novamente estava errado.

Coloquei Billie Jean pra tocar e novamente sou forçado a dançar ao som de Festa no Apê. E por incrível que pareça, isso se repetiu em todas as músicas que tive paciência de testar!

Isso sem falar na animação gráfica do jogo que consistia simplesmente em um rapaz ou eventualmente uma garota desenhados repetindo 4 movimentos de dança infinitas vezes.

Deixo aqui expresso meu agradecimento a essa empresa desconhecida que fabricou esse tapete de dança também desconhecido por me fazer ter pesadelos até hoje com o Latino forçando a humanidade a dançar Festa no Apê pra sempre.

Live Gaming

Facebook Gaming Game Vision