Menu

Xbox Series X | Console terá SSD NVMe e 12 Teraflops de poder gráfico

A Microsoft revelou durante a The Game Awards 2019 o nome do seu novo console. O que antes era chamado de Project Scarlett, agora se chama Xbox Series X.

LEIA MAIS: The Game Awards 2019 | Todos os trailers e anúncios do evento

O chefe de divisão do Xbox, Phil Spencer, esteve presente no evento e aproveitou para revelar ao mundo Hellblade 2 para a nova geração e o design do Xbox Series X.

O novo console da Microsoft foi apresentado como algo para realizar sonhos e, pelo que os rumores apontavam, esta é a versão Anaconda, codinome apresentado e que poderá rodar jogos em 8K e em 120fps, dependendo dos desenvolvedores de jogos.

Apesar de Spencer não ter dito nada sobre especificações técnicas do Xbox Series X durante a TGA, o chefão da divisão Xbox e Jason Ronald, que faz parte da equipe Xbox, conversaram com exclusividade com a Gamespot após o evento e deu mais detalhes do poder do console.

Hardware

Segundo Ronald, o console da próxima geração da Microsoft terá 12 teraflops de poder gráfico, o que significa que terá o dobro de poder do Xbox One X e oito vezes mais poderoso que o Xbox One.

O novo Xbox será capaz de rodar jogos em 4K com 60 FPS, sendo possível suportar 120 FPS de taxa máxima.

O Xbox Series X também suporta a resolução de 8K e as tecnologias Variable Refresh Rate (VRR), que melhora a fluidez das imagens, e Variable Rate Shading (VRS), que melhora a qualidade das imagens sem impactar no desempenho, além do ray-tracing já citado.

“Queríamos uma melhoria dramática sobre a consola Xbox One base. Quando fazes a matemática, temos oito vezes mais poder GPU do que na Xbox One e o dobro disso sobre a Xbox One X”, diz Ronald, praticamente confirmando os 12 teraflops confirmados nos rumores.

O Xbox Series X será compatível com a tecnologia ray-tracing, algo já confirmado e “quatro vezes mais poder de processamento”.

Confira os jogos mais vendidos na Nuuvem!

Porém, Ronald não esclareceu se essa superioridade foi comparado com o Xbox One X ou o Xbox One convencional.

Para entregar o poder máximo, a Microsoft recorreu a memória GDDR6, processador AMD Zen de 2º geração e ao armazenamento SSD NVMe, algo também já confirmado anteriormente.

“Investimos em discos SSD NVMe e também vamos oferecer aos programadores diversas novas capacidades e além disso, tentamos virtualmente eliminar os tempos de loading,” disse Spencer.

Uma amostra do poder do Xbox Series X é a possibilidade de pausar vários jogos, para que possa altenar entre eles sem a necessidade de encerrar e reiniciar o game.

“Hoje, temos a capacidade de resumir instantaneamente o jogo que jogando” diz Jason Ronald.

“Porque não pode fazer isso com vários jogos? Muitos jogadores optam por jogar vários games ao mesmo tempo, ser capaz de trocar instantaneamente para onde estava, então são coisas que podemos fazer a nível da plataforma para tornar melhor a experiência de jogo.”

“É para assegurar que existe menos tempo espera e mais tempo de jogo, pois é isso que todos queremos fazer com um console e com o serviço que temos.”

Novo controle

A Microsoft vai lançar um novo controle wireless, com ergonomia aprimorada para se adequar a um maior número de jogadores.

O novo controle conta com botão dedicado para compartlhamento de caputuras de telas e clipes de vídeo para compartilhar com os amigos.

Por fim, o novo dispositivo conta com um D-Pad híbrido, que permite a troca dos botões, algo similar ao que acontece na versão Elite do controle.

O novo controle será compatível com Windows 10 e com a atual geração do Xbox One. Em entrevista para a Gamespot, Spencer deu detalhes dos novos recursos do controle

“Houve algumas coisas que aprendemos ao fazer o controle Elite e apenas ouvir os fãs. Um deles está no D-Pad, que agora um novo D-Pad híbrido no qual estamos trabalhando e achamos importante, para que você entenda isso no novo controle sem fio do Xbox.”

“Temos um botão de compartilhamento. Ouvimos o feedback. não somos os primeiros a criar um botão de compartilhamento, então não vamos dizer que inventamos isso, mas ouvimos comentários de que o compartilhamento faz parte de uma experiência de jogo agora para muitos de nossos jogadores que eu queria um botão de hardware dedicado para compartilhar, e você verá isso. Ainda teremos todos os disparos de vibração e feedback tátil.”

Sobre preço e disponibilidade do novo controle, a Microsoft ainda não deu nenhuma informação a respeito.

Você pode ler a entrevista completa clicando neste link (em inglês).

O Xbox Series X chegará no final de 2020 e a Microsoft se esforçou para entregar um console além do poder gráfico, mas que atenda às necessidades dos consumidores e criadores. Algo que veremos à prova quando colocarmos as mãos em um.

Live Gaming

Facebook Gaming Game Vision